Home Top

Quebec: uma grata surpresa

Read the original post and follow Expedição Novo Mundo's overland adventures on their website: Expedição Novo Mundo.


Apesar de Quebec ser uma das maiores cidades do Canadá, não tínhamos planejado conhecê-la por motivos diversos. Mas o nosso pensamento mudou quando chegamos a Montreal. Conversando com a nossa host Fabienne, fomos logo convencidos a conhecer Quebec. Ela falou tão bem da cidade que aguçou a nossa curiosidade e vontade de ir até lá, mesmo sendo contramão. Decidimos que iríamos para Quebec e tínhamos apenas 1 dia para descobrir como chegar lá e onde ficar.

 

Como fomos de Montreal para Quebec

Primeiro nós tentamos alguns sites de carona que a Fabienne nos recomendou (vou falar sobre isso nos próximos posts) mas não conseguimos nada. Então resolvi tentar o trem. Para a nossa sorte, a passagem Montreal – Quebec estava em promoção por CAN$29 por pessoa! Não pensei duas vezes e comprei nossas passagens.

 

Mas a aventura só estava começando. No dia da viagem, saímos atrasados da casa da Fabienne e obviamente chegamos atrasados para pegar o trem. Quando você compra a passagem pela internet, você tem apenas uma confirmação e não o ticket. Então chegamos correndo na estação de trem, fomos pra fila pegar o ticket e depois fomos correndo para trem. Chegamos esbaforidos mas chegamos! Não deu tempo nem de colocar as mochilas no bagageiro porque eles já tinham fechado tudo. Resultado: enfiaram nossas mochilas num banheiro desativado no vagão. hahaha

 

A viagem pela VIA Rail foi muito boa e confortável. O trem é super organizado e bonitinho. A paisagem é um capítulo à parte porque é lindo demais! Ainda mais com tudo branquinho de neve.

 






 

Onde ficamos em Quebec

Depois que compramos a passagem de trem, fomos em busca de um cantinho para ficarmos. Como foi tudo em cima da hora, ficamos naquele stress: pra onde vamos? Onde vamos dormir? Enfim… a nossa experiência com a Fabienne (pelo CouchSurfing) foi tão boa que resolvemos tentar de novo. Mandei alguns requests mas estava em cima da hora! Nós estávamos chegando em Quebec no dia seguinte!

 

Mais uma vez, deu tudo certo. Conhecemos o casal Martin e Marie que aceitou nos receber em sua casa. Pedido enviado e aceito, eles nos passaram o endereço e os telefones deles. Eles moram bem no centro de Old Town Quebec, a parte antiga da cidade, que ainda tem seus muros originais, castelos e muitos prédios antigos. Essa é também a parte mais turística da cidade então ficamos muito bem localizado.

 

Chegamos a Quebec umas 4 e pouco da tarde. Não tínhamos planejado ir da estação para a casa do Martin e da Marie de ônibus porque era muito perto. Preferimos pegar um táxi mesmo. Um dia ou outro é bom ter um “luxo” desses. Quando chegamos os dois estavam em casa no esperando e nos receberam muuuuito bem. Apesar do cansaço da viagem, ficamos na sala conversando por horas! Eles nos contaram que fizeram um mochilão pela Europa e ficaram em vários lugares pelo CouchSurfing e que agora era a hora deles retribuírem. Nos mostraram o quarto onde dormimos com um sofá cama bacana, roupa de cama e toalhas. Marie me levou na cozinha e me mostrou tudo. Disse que eu poderia pegar o que quisesse, comer o que quisesse e cozinha o que quisesse. Ela me proibiu de ir no mercado e falou que era pra eu usar tudo e qualquer coisa que eles tivessem lá. Muito fofa, né?

 

Depois de tanto papo, fomos dormir e descansar porque no dia seguinte iríamos explorar Quebec!

 

Quebec: uma grata surpresa

A primeira impressão é de que estamos na Europa não só pela arquitetura francesa característica mas também porque ninguém fala inglês por lá. A língua oficial é o francês, as crianças são alfabetizadas em francês e só uma pequena parte da população fala inglês. As placas de trânsito, de ônibus, os sites, os táxis, TUDO está em francês. Isso já é um choque porque eu não imaginada que seria assim. É estranho chegar para pedir uma informação e começar a conversa perguntando “Parle vous anglais?”.

 

A cidade histórica é bem pequena e dá pra fazer tudo à pé então foi assim que começamos a rodar. Saimos da Rue Sainte-Ursule onde moram Martin e Marie e logo chegamos ao Parc de l’Esplanade. Nesse parque você pode contratar uma carruagem para te levar para dar uma volta pela cidade antiga de Quebec. Como estava muito frio, fomos andando mesmo, para aquecer. Subimos pela rua e chegamos num centrinho onde tem uma pista de patinação no gelo no inverno e várias lojas ao redor. Ali também fica o Palais Montecalm, uma casa de shows bem famosa.

 













 

Seguimos caminhando rumo à Fontaine de Tourny, uma fonte linda inaugurada durante as comemorações de 400 anos da cidade de Quebec. No inverno a fonte fica desligada mas nem por isso fica menos bonita. A fonte fica em frente ao Hôtel du Parlement du Québec, o prédio do parlamento, construído entre 1877 e 1886.

 




 

A próxima parada foi em La Citadelle, uma fortificação militar ativa até os dias de hoje. A construção é em formato de estrela, bem curiosa, e os muros guardam 300 anos de história militar. Dentro da fortificação há também o Museu do 22º Regimento Real com tours guiados o ano novo e nós aproveitamos para conhecer mais sobre a história do país e da cidade com um tour quase particular. Só havia nós dois e mais uma senhora. O movimento é bem fraco no inverno por causa da neve e do frio extremo. Mas valeu a pena. O lugar é muito lindo e o tour termina com uma vista de tirar o fôlego. Eu queria chorar de tão lindo!

 


















 

Depois de tanta emoção, paramos para almoçar no caminho para o Chateau Frontenac, o castelo mais famoso de Quebec. Hoje em dia o castelo é um hotel super chique e caro mas dá pra conhecer mesmo sem se hospedar lá.

 



 

Bem pertinho dali fica o Parc-Montmorency, uma praça pequena mas super importante na história local. A praça já foi palco de centenas de guerras, lutas e revoluções em anos de conflitos com Inglaterra, França entre outros. Hoje em dia o parque é um lugar super calmo, com uma vista linda do rio Saint Laurent e da cidade de Lévis, do outro lado do rio. Ali também fica o Funiculaire, o elevador que te leva para a parte baixa da cidade.

 








 

Esse foi o fim do nosso primeiro dia em Quebec. No próximo post eu conto como conhecemos as Cataratas de Montmorency, com cachoeiras mais altas do que as de Naiagara Falls!

 

About Expedição Novo Mundo

Trip Start: Trip End: .

, , , , , , ,

No comments yet.
Add Comment Register



Leave a Reply